terça-feira, 26 de outubro de 2010

Tem inicio a XXI Semana Espírita Humberto de Campos

Os palestrantes Daniel Ciarlini e Rogério Carvalho abordaram vida e obra do autor nas fases homem e espírito para uma seleta platéia em plena praça da graça, neste domingo (24), em frente à câmara municipal.

Espíritas, simpatizantes, convidados e algumas autoridades se fizeram presentes ao evento que deu por inicio a XXI semana espírita Humberto de campos, evento organizado e promovido pelo movimento espírita de Parnaíba que compreende cerca de 08 casas no total.

A secretária de cultura Fátima Cármino participou da palestra e disse sentir-se muito satisfeita em poder integrar as atividades culturais de Parnaíba, envolvendo inclusive, os movimentos religiosos. “muito me sensibiliza a doutrina espírita e sinto pena daqueles que não conseguem absorver a sua filosofia, assim como sinto pena daqueles que tem uma mentalidade tribal, achando que somos superiores aos outros por conta de nossa religião”, pontuou.

video

A programação que teria início no memorial de Humberto de Campos, que fica na Academia Parnaibana de Letras, sofreu alteração e por isso foi realizada na praça da graça em frente a câmara de vereadores.

O primeiro palestrante foi Daniel Ciarlini que abordou Humberto de Campos Homem, tratando de toda sua trajetória de vida. Daniel narrou algumas passagens descritas pelo próprio autor em diversas obras, além das descrições e comentários tecidos por outros notáveis críticos literários ou mesmo familiares do maranhense. Em seu discurso, não omitida a passagem de Humberto de campos por Parnaíba e comparou a crônica sobre o cajueiro com o movimento político econômico que a cidade vivia.

video

Já Ricardo Gomes , trouxe em questão Humberto de Campos enquanto espírito apresentando obras escritas pelo cronista através da psicografia de Chico Xavier. Ricardo abordou e deu destaque para o trágico momento em que a família Campos decidiu por processar a Federação Espírita Brasileira por usar o nome do autor cobrando direitos autorais das publicações. “Humberto não desistiu, e adotou o pseudônimo de Irmão X”, disse. Ricardo informou também acerca das críticas ocorridas em todo o mundo por Humberto de Campos estar agora produzindo “do além”.

video

sábado, 16 de outubro de 2010

XXI Semana Espírita Humberto de Campos

O Movimento Espírita de Parnaíba, realiza a Semana Espírita Humberto de Campos há 20 anos. A programação é organizada pelas casas espíritas de Parnaíba, com realização de palestras a cada dia da semana em uma casa espírita, e atividades extra centro.

No dia 10 de novembro de 2008, o prefeito José Hamilton sancionou a lei número 2449, que entrou em vigor na mesma data, ficando assim “instituído o Dia da Memória da Parnaíba, a ser celebrado anualmente dia 25 de outubro”. A partir dessa data, a programação espírita passou a ser realizada com o apoio da Secretaria de Cultura de Parnaíba.

Um outro fato que engrandeceu a programação da Semana Espírita, foi a inauguração do Memorial de Humberto de Campos, que juntando-se ao Cajueiro de Humberto de Campos, passa a fazer parte da programação da Semana Espírita.

A Semana Espírita inicia dia 24 e encerra dia 31 de outubro, tendo como tema central "Parábolas e ensinos de Jesus".

PROGRAMAÇÃO SEMANA ESPÍRITA

24.10 – Humberto de Campos – o Homem, o Espírito
Horário: 19:00h – Memorial de Humberto de Campos
Prédio da APAL - Academia Parnaibana de Letras

25.10 – Parábola do bom samaritano
Horário: 19:30h - Centro Espírita a Caminho da Luz
Av. N. S. de Fátima, 1170 Bairro – Fátima

26.10 – Parábola dos talentos
Horário: 19:30h - Centro Espírita Caridade e Fé
Rua Samuel Santos, 284 Bairro - São Francisco

27.10 – Parábola do festim de núpcias
Horário: 19:30h - Centro Espírita Semente Cristã
Rua Bolívia, quadra 25 - Casa 10 Bairro - Nova América

28.10 – Parábola os trabalhadores da última hora
Horário: 19:30h - Centro Espírita Humberto de Campos
Rua Franklin Veras, 799 Bairro - São Francisco

29.10 – parábola do semeador
Horário: 19:30h - Centro Espírita Vida e Progresso
Rua Vera Cruz, 647 Bairro - São José

30.10 Palestra “Tormentos Voluntários”
Horário: 19:30h – Auditório da Uespi
Fernando Aragão – Federação Espírita do Estado do Ceará

31.10 – Momento cultural com homenagens do Movimento Espírita a Humberto de Campos
Horário: 18:00h - Cajueiro de Humberto de Campos

sábado, 2 de outubro de 2010

3 de outubro - Aniversário de nascimento de Allan Kardec

Hippolyte Léon-Denizard Rivail - Allan Kardec nasceu, em 03 de Outubro de 1804 em Lyon, França, no seio de uma antiga família de magistrados e advogados.

Educado na Escola de Pestalozzi, em Yverdum, Suíça, tornou-se um de seus discípulos mais eminentes.
Foi membro de várias sociedades sábias, entre as quais a Academie Royale d'Arras. De 1835 à 1840, fundou em seu domicílio cursos gratuitos, onde ensinava química, física, anatomia comparada, astronomia, etc.
Dentre suas inúmeras obras de educação, podemos citar: "Plano proposto para a melhoria da instrução pública" (1828); "Curso prático e teórico de aritmética (Segundo o método de Pestalozzi)", para uso dos professores primários e mães de família (1829); "Gramática Francesa Clássica" (1831); "Programa de cursos usuais de química, física, astronomia, fisiologia"(LYCÉE POLYMATIQUE); "Ditado normal dos exames da Prefeitura e da Sorbonne", acompanhado de "Ditados especiais sobre as dificuldades ortográficas (1849).
Por volta de 1855, desde que duvidou das manifestações dos Espíritos, Allan Kardec entregou-se a observações perseverantes sobre esse fenômeno, e, se empenhou principalmente em deduzir-lhe as conseqüências filosóficas.
Nele entreviu, desde o início, o princípio de novas leis naturais; as que regem as relações do mundo visível e do mundo invisível; reconheceu na ação deste último uma das forças da Natureza, cujo conhecimento deveria lançar luz sobre uma multidão de problemas reputados insolúveis, e compreendeu-lhe a importância do ponto de vista religioso.
As suas principais obras espíritas são: "O Livro dos Espíritos", para a parte filosófica, e cuja primeira edição surgiu em 18 de Abril de 1857; "O Livro dos Médiuns", para a parte experimental e científica (Janeiro de 1861); "O Evangelho Segundo o Espiritismo", para a parte moral (Abril de 1864); "O Céu e o Inferno", ou "A Justiça de Deus segundo o Espiritismo" (Agosto de 1865); "A Gênese, os Milagres e as Predições (Janeiro de 1868); "A Revista Espírita", jornal de estudos psicológicos.
Allan Kardec fundou em Paris, a 1º de Abril de 1858, a primeira Sociedade Espírita regularmente constituída, sob o nome de "Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas".
Casado com Amélie Gabrielle Boudet, não teve filhos.
Trabalhador infatigável, desencarnou no dia 31 de março de 1869, em Paris, da maneira como sempre viveu: trabalhando.

("Obras Póstumas", Biografia de Allan Kardec, edição IDE)